MERCOSUL, NAFTA, UNIÃO EUROPÉIA E OUTROS BLOCOS ECONÔMICOS  (GEOGRAFIA) escrito em quinta 30 agosto 2007 06:19

Blog de pre-vestibular :SÓ PARA AJUDAR O PESSOAL DO PRÉ-VESTIBULAR, MERCOSUL, NAFTA, UNIÃO EUROPÉIA E OUTROS BLOCOS ECONÔMICOS
 
Blocos econômicos no mundo
 
 
ALADI - Associação Latino-Americana de Integração
Países-Membros: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, México, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.
- criada em 1980, em substituição da antiga Associação Latino-Americana de Livre Comércio de 1960.
- objetivo: mercado comum latino-americano, (concessão de preferências tarifárias e acordos regionais e de alcance parcial).
- com uma população de 449,7 milhões de habitantes, formando um PIB de US$ 1.760,4 trilhão, gerando exportações no valor de US$ 362,3 bilhões e importações que alcançam os US$ 365,5 bilhões.

ANZCERTA - Acordo Comercial sobre Relações Econômicas entre Austrália e Nova Zelândia
Países-membros: Austrália e Nova Zelândia.
- criado em 1983, é principal instrumento de administração das relações econômicas.
- objetivo: criação de uma área de livre comércio.
- de 1983 a 1999, elevou as relações comerciais em mais de 400%.
- reúne uma população de 22,5 milhões de habitantes, com um PIB de US$ 468,1 bilhões, um montante de exportação no valor de US$ 70,3 bilhões e importações que atingem os US$ 75,7 bilhões.

APEC - Fórum Econômico da Ásia e do Pacífico
Países-Membros: Austrália, Brunei, Darussalam, Canadá, Indonésia, Japão, Malásia, Nova Zelândia, Filipinas, Cingapura, Coréia do Sul, Tailândia, EUA, China, Hong Kong, Taiwan, México, Papua Nova Guiné, Chile, Peru, Rússia e Vietnã.
- Fundado em 1989 para estabelecer a livre troca de mercadorias entre todos os países do grupo até 2020.
- Organismo para consulta e cooperação econômica, e para a promoção da abertura de mercados entre os países membros.
- responde por cerca de metade do PIB e 40% do comércio mundial.
- reúne uma população de 2.559,3 milhões de habitantes, alcançando um PIB de US$ 18.589, 2 trilhões, exportações no valor de US$ 2.891,4 trilhões e importações de US$ 3,094,5 trilhões.

ASEAN - Associação de Nações do Sudeste Asiático
Países-Membros: Indonésia, Malásia, Filipinas, Cingapura e Tailândia, Brunei, Vietnã, Mianmar e Laos e Camboja.
- criada em 1967 pelo Tratado de Bali
- objetivo: assegurar a estabilidade política e acelerar o processo de desenvolvimento da região.
- representa um mercado de 527,9 milhões de pessoas e um PIB de US$ 888,3 bilhões, com exportações da ordem de US$ 293,1 bilhões e importações alcançando os US$ 257,9 bilhões.

CAN - Comunidade Andina, Grupo Andino Ou Pacto Andino
Países-Membros: Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela.
- criada em 1969, pelo Acordo de Cartagena
- os países membros junto ao Chile criaram uma União Aduaneira e Econômica para fazer restrições à entrada de capital estrangeiro, com base em estudos da Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL), órgão da ONU.
- em 1973, o General Pinochet retirou o Chile do grupo, abrindo sua economia ao mercado externo, principalmente ao norte-americano.
- em 2006, a Venezuela se desligou para tornar-se parceira do Mercosul, cujo processo de adesão encontra-se em andamento, embora já disponha do direito de voz nos plenários do Mercosul, enquanto aguarda a oficialização ao direito de voto.
- objetivo hoje: criar um mercado comum.
- reúne uma população de 114,9 milhões de habitantes, que gera um PIB de US$ 279,3 bilhões, com exportações alcançando os US$ 65,9 bilhões e importações no valor de US$ 52,6 bilhões.

CARICOM - Mercado Comum e Comunidade do Caribe
Países-Membros: Antigüa e Barbuda, Bahamas, Barbados, Belize, Dominica, Granada, Guiana, Haiti, Jamaica, Montserrat, Santa Lúcia, São Cristóvão e Neves, São Vicente e Granadinas, Suriname e Trinidad e Tobago, Cuba (como membro observador).
- criado em 04 de julho de 1973, pelo Tratado de Charguaramas.
- objetivo: cooperação econômica e política
- formado por ex-colônias de potências européias que, após a sua independência, para suprir limitações decorrentes da sua nova condição e acelerar o seu processo de desenvolvimento econômico.
- dilemas: 1º incrementar suas exportações para fora da zona integrada; 2º estabelecer os parâmetros de cooperação com os EUA.
- tem uma população de 14,6 milhões de habitantes, um PIB de US$ 28,1 bilhões, exportações girando em torno dos US$ 12,6 bilhões e importações alcançando os US$ 15,9 bilhões.

CEI - Comunidade dos Estados Independentes
Países-Membros: Armênia, Belarus, Cazaquistão, Federação Russa, Moldávia, Quirquistão, Tadjiquistão, Turcomenistão, Ucrânia, Uzbequestão, Geórgia e Azerbaidjão.
- criada em 1991 pelas repúblicas que formavam a antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). Ficaram de fora apenas a Lituânia, Letônia e Estônia, que ingressaram na União Européia em 2004.
- tem uma população de 273,7 milhões de habitantes, está organizada em uma confederação de Estados, que preserva a soberania de cada um. A Comunidade prevê a centralização de Forças Armadas e o uso de uma moeda comum: o Rublo. Seu PIB é estimado em US$ 587,8 bilhões.

EFTA - Associação Européia de Livre Comércio
Países-Membros: Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça.
- criada pela Convenção de Estocolmo em 1960
- perdeu a maioria de seus integrantes que aderiram à União Européia.
- a Noruega teve seu acesso à União Européia rejeitado, por duas vezes, pela sua população, através de referendos.
- abriga uma população de 12 milhões de habitantes, que gera um PIB US$ 416,713 bilhões, exportações num total de US$ 122,2 bilhões e importações de US$ 110,5 bilhões.
Em 02 de maio de 1992, na cidade do Porto, Portugal, a EFTA assinou com a União Européia um acordo criando o Espaço Econômico Europeu (EEE), o qual viabilizará, não só aumento do volume de comércio com a União Européia como também a participação dos seus quatro Estados-Membros em outros programas da União Européia.

MCCA - Mercado Comum Centro-Americano
Países-membros: Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua.
- Surgiu em 1960 para promover a paz na região afetada por conflitos bélicos.
- objetivos: mercado comum, zona de livre comércio ou de uma união aduaneira.
- há um grupo de trabalho para preparar o processo de constituição da União Centro-Americana, nos mesmos moldes da União Européia.
- reúne uma população de 33,7 milhões de habitantes, possuindo um PIB de US$ 59,2 bilhões, com exportações no valor de US$ 18,0 bilhões e importações alcançando os US$ 24,3 bilhões.

MERCOSUL - Mercado Comum do Sul
Países-Membros e Associados: Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai e Venezuela e, associados, Bolívia, Chile, Colômbia, Peru e Equador.
- criado pelos: Tratado de Assunção (26/03/1991) e o Protocolo de Ouro Preto (17/12/1994)
- objetivo: criar um mercado comum com livre circulação de bens, serviços e fatores produtivos, bem como a adoção de uma política externa comum, a coordenação de posições conjuntas em foros internacionais, a formulação conjunta de políticas macroeconômicas e setoriais, e a harmonização das legislações nacionais.
- integra uma população de 220 milhões de habitantes, movimentando um PIB de US$ 1,250 trilhão, o que gera exportações no total de US$ 85 bilhões e importações no valor de US$ 95 bilhões.

NAFTA - Acordo de Livre Comércio da América do Norte
Países Membros:Estados Unidos, Canadá e México.
- iniciado em 1988 para ser um instrumento de integração das economias dos EUA, do Canadá e do México.
- objetivo: construir, no prazo de quinze anos, uma zona de livre comércio com ampla abrangência, se possível, atraindo outros países do Continente Americano, regulando os investimentos, a propriedade intelectual e o comércio de bens e serviços nos países membros do bloco.
- abriga uma população de 417,6 milhões de habitantes, produzindo um PIB de US$ 11.405,2 trilhões, que gera US$ 1.510,1 trilhão de exportações e US$ 1.837,1 trilhão de importações.

SADC - Comunidade Para o Desenvolvimento da África Austral
Países Membros:África do Sul, Angola, Botsuana, Lesoto, Malavi, Maurício, Moçambique, Namíbia, República Democrática do Congo, Seicheles, Suazilândia, Tanzânia, Zâmbia e Zimbábue.
- criada em 1992 incentivar as relações comerciais entre seus membros.
- objetivo: de criar um mercado comum, a médio prazo, seguindo o modelo básico da União Européia e alguns aspectos do Mercosul. Tem também o propósito de promover esforços para estabelecer a paz e a segurança na conturbada região meridional africana.
- reúne uma população de 206,4 milhões de habitantes e produz um PIB de US$ 162,2 bilhões, exportando US$ 52,4 bilhões de sua produção e importando US$ 50,8 bilhões de produtos do exterior.

UE - União Européia
Países Membros: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Holanda (Países Baixos), Portugal, Reino Unido, Suécia, Chipre, Eslováquia, Eslovênia, Estônia, Hungria, Letônia, Lituânia, Malta, Polônia e República Tcheca.
- o estágio mais avançado do processo de formação de blocos.
- originada da Comunidade Econômica Européia (CEE), fundada em 1957, pelo Tratado de Roma, é o segundo maior bloco econômico do mundo.
- o Conselho Europeu vem auxiliando a Bulgária e a Romênia para que possam concretizar sua entrada na União Européia a partir de 2007.
- o Parlamento Europeu, atualmente composto por 732 delegados eleitos, atendidos por um secretariado formado por mais de quatro mil funcionários, possuí três tipos de poder: o orçamentário, o de controle da Comissão Européia, e o legislativo. Este último é exercido diferentemente segundo a natureza da matéria em questão, indo de instância de consulta à co-decisão, quando divide o poder decisório com o Conselho.
- o Euro é a moeda única utilizada desde 2002
Para admissão à União Econômica e Monetária o país-membro da União Européia deve atender aos seguintes pré-requisitos: a) déficit público máximo de 3% do PIB; b) inflação baixa e controlada; c) dívida pública de no máximo 60% do PIB; d) moeda estável, dentro da banda de flutuação do Mecanismo Europeu de Câmbio; e, por último, e) taxa de juro de longo prazo controlada.
 
 
A ALBA como
 
alternativa para a
 
América Latina
 
Fonte: Alexandre Zourabichvili
21-Jan-2006
 
A Argentina de Nestor Kirchner, em fase de re-industrialização e a Venezuela de Hugo Chávez, em fase de diversificação da economia e de socialização dos benefícios do crescimento, com apoio popular, apostaram na recuperação do papel do Estado como instrumento de desenvolvimento econômico e social. Os dois países, desde 2004, estão crescendo acima de 8% (a média regional é 5%).
 
É interessante notar que esse crescimento alto é também relacionado a um intercâmbio econômico crescente entre os dois países e que não segue o modelo teórico da Alca: a Venezuela ajuda a Argentina a reconstruir suas industrias de petróleo e gás, descapitalizadas pelas privatizações da época de Carlos Menem.
 
Por sua vez, a Argentina ajuda a Venezuela a reconstituir sua agropecuária, também destruída por anos de desinvestimento na época dos governantes neoliberais mais preocupados em se locupletar com as receitas das exportações de petróleo. É nessa lógica de complementaridade e de cooperação regional ao serviço do desenvolvimento econômico e social que a Venezuela e Cuba lançaram neste ano a Alternativa Bolivariana das Nações (Alba) como alternativa à Alca. No quadro desse acordo multi-setores, a Venezuela está montando uma rede hospitalar e de centros de saúde integral gratuita voltada para as populações pobres com a participação de Cuba, grande exportadora de serviços de saúde.
 
Um outro desdobramento da Alba foi o acordo ''PetroCaribe/AlbaCaribe'' assinado em junho passado entre Venezuela, Cuba e outros 12 países da região do Caribe. Esse acordo prevê a construção de refinarias na região e o financiamento de 40% do valor da compra, por esses países, de petróleo venezuelano à taxa de 1%, com pagamento em 25 anos e que poderá ser feito na forma de exportação, à Venezuela, de açúcar, bananas e outros produtos agrícolas da região tradicionalmente penalizada pela política comercial protecionista dos países ricos.
Compartilhar

Faça um comentário!

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.
Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.161.175.231) para se identificar     

Nenhum comentário
MERCOSUL, NAFTA, UNIÃO EUROPÉIA E OUTROS BLOCOS ECONÔMICOS


Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para pre-vestibular

Precisa estar conectado para adicionar pre-vestibular para os seus amigos

 
Criar um blog